5G está chegando, quais serão as profissões impactadas e o que você pode fazer para se preparar: saiba aqui

O 5G é realidade. A partir de junho, ele estará presente em todas as 27 capitais do Brasil e nas principais cidades também. A novidade irá impactar diretamente alguns nichos da indústria brasileira.

Em entrevista ao Banco BTG, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, afirmou que nenhum setor ficará de fora dos impactos da tecnologia 5G. 

“O 5G impacta todos os setores da economia. Lógico que alguns, como o agronegócio, são mais beneficiados. Teremos telemedicina, cirurgia robótica a distância. Nós poderemos ter um paciente do interior do meu estado, em Pau dos Ferros [Rio Grande do Norte] sendo operado por um médico daqui de São Paulo, por um médico de Israel”, comentou.

O ministro cita alguns exemplos interessantes de setores que serão impactados. No entanto, vamos explorar neste artigo algumas profissões que não foram citadas por ele e que também terão uma série de benefícios.

Telecomunicações

O primeiro e principal setor impactado será o das Telecomunicações. Televisão, telefonia, internet, esses são apenas alguns dos serviços proporcionados pelas empresas de telecomunicações brasileiras, que ajudam a unificar a troca de informações entre diferentes partes do território. 

 

É importante salientar que este setor pode ser dividido em três principais segmentos: 

  • Empresas que têm concessão para prestação de serviços;
  • Fornecedores de equipamentos;
  • Empresas que prestam serviços de alto valor agregado;

De acordo com dados da Associação Brasileira de Telecomunicações, em 2018, havia mais de 229,2 milhões de celulares em território nacional, além de 31 milhões de assinantes de banda larga e 17,6 milhões de assinaturas de TV.

Como você pode imaginar, esse é um segmento de mercado muito dinâmico, em que a inovação é imperativa para o desenvolvimento. Para um país como o Brasil, com um território extenso e uma grande diversidade populacional, a telecomunicação é um serviço essencial.

Telefonia

Apesar de estar ligada ao primeiro tópico, vamos explorar um pouco mais sobre este segmento que também será beneficiado com a chegada do 5G. Telefonia refere-se a uma tecnologia que permite que as pessoas tenham comunicação de voz de longa distância

Em seu sentido mais amplo, os termos abrangem comunicação por telefone, chamadas pela Internet, comunicação móvel, fax, correio de voz e até videoconferência. 

Tipos de telefonia

Atualmente é possível implementar diferentes tipos de telefonia dentro de uma empresa. Cada tipo apresenta tecnologias, recursos e formatos de comunicação distintos. As principais são:

 

  • Fixa – Este é considerado o tipo mais tradicional de telefonia. Ela utiliza a tecnologia analógica para efetuar chamadas por meio de uma operadora. A comunicação nesse caso ocorre por meio de uma rede de telecomunicação fixa, que funciona a partir do uso de telefones conectados a cabos. 
  • Móvel – Antes parte apenas da comunicação pessoal, agora a telefonia móvel também é uma realidade dentro das empresas. E essa mobilidade só é possível graças à comunicação wireless, que garante a transmissão de dados entre o terminal e uma ERB (Estação Rádio Base), conectada a uma Central de Controle com interconexão a um serviço telefônico fixo comutado.
  • Por satélite – A telefonia por satélite surgiu para transformar completamente a forma como vemos o serviço de telecomunicação. Por meio dela, é possível se conectar a pessoas em qualquer parte do mundo através de voz e dados. A comunicação é feita a partir de um aparelho portátil com interface intuitiva, que torna a comunicação muito mais simples e eficiente. Além disso, este é um tipo de telefonia ideal para uso em áreas remotas, já que funciona em qualquer área externa. 
  • VoIP – Telefonia VoIp é o que há de mais atual em telefonia hoje em dia. Ela permite a realização de chamadas de voz com base em redes de dados IP, como a internet. Ou seja, qualquer empresa com acesso à internet pode utilizar Telefonia VoIp. Entre suas principais vantagens estão a acessibilidade e a mobilidade. 

Como o 5G irá impactar essas duas áreas

A conexão 4G pode atingir até 100 MB/s (megabits por segundo) de velocidade para uploads e downloads. Com a chegada do 5G, essa velocidade irá mudar para até 20 GB/s (gigabits por segundo).

Esse aumento de velocidade é possível pois o 5G utiliza faixas de frequência mais altas da telefonia, que sofrem menos interferência. Isso torna o envio de dados bem mais rápido, além de oferecer uma cobertura maior.

Em outras palavras, podemos dizer que a migração da nova tecnologia irá diminuir o tempo de latência. A latência em si é o tempo que um pacote de dados leva para ser enviado pelo dispositivo de origem e chegar ao dispositivo de destino. 

O máximo de latência que o 4G alcança é de 50 a 70 milissegundos. O 5G vai oferecer 1 milissegundo, o que significa que aparelhos vão reagir quase que instantaneamente às interações, praticamente acabando com esse problema.

É isso que vai permitir o uso comercial de drones de entrega ou carros autônomos, por exemplo, bem como o desenvolvimento da telemedicina, realidade aumentada e dos games, melhorando radicalmente a experiência do usuário.

Profissionalmente falando 

Já o impacto no âmbito profissional será perceptível para quem atua nessa área. Saber trabalhar com uma tecnologia tão veloz, que abre um leque para diversas oportunidades, irá exigir do profissional um maior conhecimento técnico.

Aos técnicos de telecomunicações, instalação de rede e externos, que atuam diariamente instalando internet ou redes de telefone celulares, será importante ter conhecimento dos impactos que a tecnologia 5G irá trazer.

Se você trabalha atualmente em um desses nichos, esteja preparado. A mudança está chegando. 

5G no transporte

É um fato que o Brasil é um país ainda rodoviário. O 5G vai incentivar o uso dos carros autônomos e configurações de veículo para veículo ou de veículo para infraestrutura. É o futuro se aproximando.

O uso do 5G viabiliza a implementação de novas tecnologias embarcadas em metrôs, trens, ônibus e carros. A conectividade entre os sistemas, transporte urbano e público, terá um potencial muito bom para a melhoria.

As empresas dos ramos automobilístico e de transportes deverão se preparar para a mudança. Preparar sua infraestrutura, maquinário e, claro, equipe.

5G na indústria

Com a indústria altamente automatizada e conectada à rede, será urgente a necessidade de adaptação. O profissional precisa se capacitar e estar preparado para essa mudança. É o que afirma a técnica em petroquímica, Ana Regina. Ela fez sua certificação por competência técnica em sua área, obteve o diploma e comenta que agora se sente mais preparada e com um suporte melhor para atuar em seu trabalho. 

“Muitas mudanças estão vindo por aí e eu fico feliz de estar trabalhando e me adiantando nessas novidades. Como em minha profissão usam-se bastantes peças automatizadas é importante estar sempre se atualizando, e é isso que estou sempre buscando!”, comenta Ana Regina. 

A capacitação do profissional

Ao entender a realidade desta novidade e a urgência da mudança, o profissional, técnico, ou pessoa que está adentrando no mercado de trabalho, precisa antecipar-se às mudanças e preparar-se profissionalmente.

Muitos indivíduos optam pelo caminho de cursos, graduação, pós e cursos técnicos. Todas são opções interessantes. No entanto, existe a possibilidade de que profissionais da área conquistem um certificado por competência técnica, para crescerem profissionalmente e, então, adquirirem melhores conhecimentos em suas áreas. 

Como fazer para dar entrada no processo?

Se você é maior de idade, concluiu o ensino médio e possui 2 anos ou mais de experiência comprovada, é só acessar o formulário de cadastro e seguir todos os passos. 

Após essa etapa inicial de envio e análise documental, é realizada uma avaliação objetiva. Caso aprovado em todas as fases, o candidato, paga uma taxa de certificação, tem seu registro realizado no Sistec/MEC, recebe o diploma técnico e pode realizar o seu registro em órgãos de classe, participar de processos seletivos nas áreas técnicas e até mesmo se inscrever em concursos públicos de nível técnico.

O Instituto de Educação Tecnológica da Amazônia (IETAAM) possui mais de 30 anos de história, realiza certificações em 36 áreas, e é a única instituição de ensino do país apta a realizar o processo, assegurando a validade da certificação. Entre em contato e descubra como é fácil validar suas experiências e fazer a diferença.

Desenvolvido pela KAKOI